O papel da inteligência artificial no mercado imobiliário

A transformação digital, hoje, é parte integrante das estratégias corporativas. Isso tem motivado a evolução constante da inteligência artificial nos softwares de mecanismos de buscas e de monitoramento das mídias sociais.

No mercado imobiliário, essa tecnologia pode ser usada para aproximar o cliente dos consultores, aumentar o conhecimento sobre os seus hábitos de consumo, melhorar a interação e gerar novas experiências.

Mas isso não é tudo. Descubra neste artigo como a inteligência artificial vem se tornando uma grande aliada das administradoras de imóveis!

O que é inteligência artificial?

A inteligência artificial (IA) é uma área da ciência da computação que foca no desenvolvimento de sistemas e máquinas inteligentes, reagindo a cenários externos. Algumas das funções atribuídas são:

  • coleta e manipulação de dados para entregar informações precisas;
  • planejamento de ações com base nos dados manipulados;
  • raciocínio de forma lógica;
  • reconhecimento de tons de voz;
  • solução de problemas.

O nível de inteligência artificial depende inteiramente do “deep learning” (aprendizagem profunda), que é um complemento ao machine learning (aprendizado das máquinas), e do processamento de linguagem natural. Usando essas tecnologias de forma integrada, os computadores podem ser treinados para realizar tarefas específicas, processar grandes quantidades de dados e reconhecer padrões que não seriam possíveis manualmente.

Dessa forma, a inteligência artificial possibilita que máquinas e sistemas aprendam com suas próprias experiências, ajustem-se às mudanças de cenário e realizem tarefas semelhantes às humanas.

Como a IA influencia na transformação digital?

transformação digital começou com processos simples. Envolvia apenas a digitalização de documentos e o armazenamento dos dados em planilhas e bancos de dados próprios. Porém, a inteligência artificial acompanhou a tendência, evoluindo e sendo incorporada aos sistemas e equipamentos à medida que o consumo por produtos e serviços digitais aumentava.

Internet das Coisas (IoT — Internet of Things), Big Data, Analytics, responsividade, mobilidade e chatbots são alguns exemplos de como a inteligência artificial está diretamente ligada à transformação digital. Quanto maior a automação, mais inteligente fica a tecnologia, despertando o interesse de pessoas e empresas.

O setor imobiliário pode ser positivamente impactado por essas mudanças. Imagine, por exemplo, que o consultor é procurado por um cliente enquanto está no meio de uma apresentação do imóvel para outro interessado. Ele pode ativar os recursos do autoatendimento e o cliente resolver grande parte de suas solicitações pelo celular, achando que realmente está falando com o profissional.

Quais são as tendências de IA para o mercado imobiliário?

Assim como em todos os segmentos da economia, a inteligência artificial vem sendo desenvolvida e aplicada estrategicamente ao setor imobiliário. Um exemplo disso é o uso de ferramentas de análises automáticas que cruzam as informações dos imóveis e dos clientes, indicando as melhores recomendações para cada perfil.

Além disso, os sistemas enviam essas oportunidades diretamente para eles. Isso facilita muito o trabalho dos consultores e libera tempo para que se dediquem às chances reais de fechar negócios.

A inteligência artificial também deve contribuir para as análises de crédito. Ferramentas de Social Score estão sendo cada vez mais desenvolvidas para coletar dados por meio das mídias sociais e outros ambientes de livre circulação de informações. É possível ter a renda presumida dos locatários, conhecer suas dívidas, atrasos de pagamentos e outras condições relacionadas.

O intuito é avaliar o risco de cada operação. Nesse caso, usa-se a positivação. Então, quanto mais alta for a nota do locatário, mais bem posicionado ele está financeiramente.

E não para por aí. A inteligência artificial é fundamental nos processos de conquista dos clientes, uma vez que proporciona estratégias para guiar cada interessado por uma jornada de compras até concretizar a locação do imóvel.

O mercado está cada vez mais competitivo e as administradoras de imóveis que considerarem a transformação digital agora podem contar com a inteligência artificial para se fortificarem. Uma boa forma de começar é migrando as operações para uma plataforma imobiliária.

Gostou das dicas? Tem algo a acrescentar? Compartilhe os seus conhecimentos e experiências nos comentários!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: