Conheça 5 vantagens da automação no mercado imobiliário

conheca x vantagens da automacao no mercado imobiliario

Automatizar processos reduz o trabalho e o tempo utilizado para a execução, diminui custos e substitui tarefas manuais por aplicações de software. Ou seja, a automação racionaliza e otimiza as atividades, aliando a tecnologia da informação e o gerenciamento de negócios.

Neste artigo, vamos mostrar a importância de investir na automação de processos no mercado imobiliário, apresentando os principais benefícios que isso gera para a empresa. Quer entender mais? Então continue a leitura para conferir 5 vantagens da automação no mercado imobiliário!

1. Redução de custos

Desperdício de tempo, dinheiro, recursos e esforços são reduzidos uma vez que a automação facilita a correção de erros e promove um processo mais racional. A economia gerada é considerável, além da possibilidade de identificar os pontos de ineficiência e desperdício por meio do mapeamento dos processos.

2. Aumento na eficiência na coleta de dados

Coletar e analisar dados é muito importante para as empresas. Automatizar todo o processo de coleta, transmissão, processamento e análise é viável com um aplicativo móvel conectado a uma plataforma web. Com isso, é possível aumentar a eficiência operacional, visibilidade e a rentabilidade do negócio.

Todos os setores da organização estão aptos a consultar informações, pois os dados usados pelo sistema ficam disponíveis, evitando a dependência do compartilhamento de informações realizado por um determinado departamento. Assim, as falhas de comunicação são minimizadas.

3. Melhora o gerenciamento e a fidelização de clientes

Manter os dados cadastrais de clientes atualizados, além de informações sobre contatos realizados, são benefícios de um cadastro automatizado de clientes, proporcionando um atendimento eficaz, estruturado e objetivo.

As informações armazenadas podem ser relativas a exigências quanto ao imóvel, à natureza do bem, ou mesmo à possibilidade ou não de financiamento. Fazer a simulação do pagamento nas instituições financeiras também é possível. Assim, o vínculo do corretor com o cliente pode se fortalecer, contribuindo para as chances de concretização da venda.

4. Torna a equipe mais produtiva e estratégica

A necessidade de executar tarefas puramente burocráticas ou manuais, como repasses, envio da 2ª via de boleto atualizado, envio de lembretes para pagamento dos débitos em aberto, bem como o tempo para a realização das atividades, são diminuídos substancialmente. Dessa forma, os colaboradores podem focar seus esforços em outras funções.

5. Otimiza a gestão administrativa e financeira da imobiliária

É essencial ter acesso fácil a dados como o de inadimplência e outras métricas financeiras para uma boa gestão da imobiliária. Com a automação, é possível obter esses dados a qualquer hora, de qualquer dispositivo. Ou seja, o cálculo manual por meio de planilhas é dispensado, simplificando o trabalho.

Podemos concluir que a automação é um grande benefício para as administradoras de imóveis do futuro. Contar com as ferramentas desses sistemas permite automatizar processos repetitivos, burocráticos e falhos, economizando tempo e dinheiro. A melhora do relacionamento com o cliente é outra vantagem, pois é possível prestar um serviço com muito mais qualidade.

Você ainda tem alguma dúvida sobre o que é ou para que serve a automação no mercado imobiliário? Quer entender melhor como podemos ajudar? Então entre em contato com a gente, teremos prazer em ajudar você!

Você já ouviu falar no funil de aquisição de clientes?

voce ja ouviu falar no funil de aquisicao de clientes

Muitos clientes ligam para sua imobiliária buscando informações sobre imóveis. Entre esses, alguns agendam uma visita para conhecer pessoalmente um deles. No entanto, de todos os contatos apenas um fechará o contrato. A esse processo denominamos funil de vendas. 

Entre um estágio e outro o número de pessoas diminui, ao passo que seu envolvimento com o negócio vai evoluindo. Em cada etapa o cliente vai ficando mais propenso a efetuar a compra, ao passo que conhece mais sobre seu produto e sua empresa.

A seguir vamos detalhar como funciona o funil de aquisição de clientes, contando a jornada de um cliente desde o primeiro contato com a empresa até fechar o negócio. Acompanhe!

Topo de funil: tenho um problema

Jonas está preocupado, pois não tem tempo para nada além de trabalhar. Ele então procura na internet sobre “como ter mais tempo livre”. Entre os resultados de busca, chama a sua atenção um da Imobiliária Verdes Lotes: “More perto do trabalho e ganhe um dia por semana!”

Nesse momento Jonas está no topo do funil. Ele entra no site da imobiliária e percebe que pode resolver seu problema com uma mudança. Como mora na zona norte e trabalha na zona sul, perde muito tempo no trânsito todos os dias. Ao ler o artigo, Jonas acaba se cadastrando para receber a newsletter da imobiliária.

Meio de funil: encontrei uma solução

Alguns dias após assinar a newsletter da imobiliária fictícia, nosso personagem recebe um e-mail dizendo “Oportunidade: more no melhor bairro da zona sul”. Ele, que já acredita que pode ter mais tempo morando perto do trabalho, se entusiasma com a ideia e abre o link contido no e-mail.

No site da imobiliária Jonas descobre que existe um imóvel na rua de seu trabalho e liga para agendar uma visita. Nesse momento ele está no meio do funil: já passou pela etapa de descobrir uma solução para o seu problema e está considerando comprar o apartamento da imobiliária Verdes Lotes.

Ao contar com a ajuda de um CRM imobiliário, é possível registrar as opiniões do locatário em potencial já no momento da visita.

Isso é útil para alinhar as expectativas dos clientes com a realidade do imóvel e, em muitos casos, oferecer uma solução para uma queixa comum entre os clientes para que o imóvel possa ser alugado mais rápido.

Fundo de funil: vou comprar sua solução

Após ver o apartamento, Jonas está muito próximo de fechar negócio. Nesse momento ele chegou ao final do funil. Fez todos os cálculos, analisou outras opções e está quase decidido a alugar o apartamento da Imobiliária Verdes Lotes, no condomínio Arcos da Zona Sul.

Nesse dia, Jonas recebe um e-mail da imobiliária: “Conheça a programação de inverno do condomínio Arcos da Zona Sul”. Jonas abre a mensagem e descobre que vão ocorrer atividades interessantes durante todo o inverno. Jonas então liga para a imobiliária e fecha o negócio.

Mais características do funil de aquisição de clientes

Com essa história fictícia, ilustramos os estágios do funil de aquisição de clientes. Começa com um problema genérico, lendo um texto despretensioso que lhe dá uma sugestão para um problema de sua vida. Muitos clientes em potencial passam por essa etapa.

Na segunda etapa, aqueles que gostaram do material ou da solução sugerida fornecem seus dados para receber mais conteúdos que possam aprofundar o tema e ajudá-lo em sua tomada de decisão. 

Na última etapa, à qual apenas alguns chegam, o cliente toma a decisão de compra e fecha o negócio. Como em um funil físico, o número de potenciais clientes vai diminuindo a cada etapa, até chegar aos que realmente compram.

Otimize seu funil de aquisição de clientes

Por mais que seja natural haver mais clientes no topo do que no fundo do funil, é importante ter estratégias para atrair apenas seu público-alvo. Com isso, o aproveitamento de seus canais de comunicação será melhor.

Evitar atrair os famosos “leads falsos” é uma etapa muito importante. Uma boa estratégia é definir, além do cliente alvo, quem não é seu alvo. Assim você evitará atrair curiosos e aumentará as chances de que, em seu topo de funil, existam apenas pessoas qualificadas a um dia fazer negócios com você.

Mesmo que no primeiro momento a pessoa não avance pelo funil, ela se familiariza com a sua marca. Isso gera oportunidade para que no futuro esse consumidor venha a avançar para o meio de funil e posteriormente feche negócio com você.

O papel do consultor imobiliário

No processo do funil de aquisição de clientes, o consultor imobiliário desempenha um papel importante. É ele quem pode mostrar outros imóveis similares que tenham mais a ver com o perfil do cliente e sugerir soluções.

Como o consultor tende a ser mais especializado que um corretor, ele estará atento a detalhes importantes para aquele cliente. Com suas habilidades, o consultor tem maior potencial de conquistar o cliente e influenciá-lo a alugar ou comprar o imóvel de sua imobiliária.

Amplie a produtividade de seus consultores imobiliários

Por oferecer um atendimento mais personalizado, o ideal é que seja utilizado um CRM imobiliário. Com ele cada consultor imobiliário consegue administrar um número maior de clientes sem deixar de atender cada um com mais atenção aos detalhes tão importantes.

Uma outra dica é agrupar clientes com perfil semelhante para o mesmo consultor, assim ele poderá se especializar e prestar um atendimento cada vez melhor. Isso pode ser feito levando em conta as avaliações daquele consultor para cada perfil e o quanto ele está acostumado a atender cada tipo de consumidor.

Meça constantemente seu funil

Ao longo do tempo, sua empresa poderá usar os dados do funil de aquisição de clientes para aperfeiçoar as estratégias de vendas. É possível, por exemplo, definir em qual momento há maiores chances de perder leads e otimizar aquela etapa, aumentando sua receita.

Um sistema de gerenciamento automatizado é um grande aliado no momento de medir o desempenho de seu funil de aquisição de clientes. Ele pode informar qual o percentual de perda de leads por etapa e identificar os gargalos em seu funil.

Para descobrir os motivos pelos quais os leads não avançam, uma boa dica é realizar pesquisas de satisfação e verificar o que poderia melhorar. Essa avaliação pode ser enviada ao proprietário. Assim, caso muitos avaliem que um imóvel precisa de manutenção, por exemplo, ele pode fazer os reparos necessários, aprimorar o funil e, assim, conseguir locar mais rápido.

Agora você já conhece melhor o funil de aquisição de clientes e pode aplicar o conceito a todos os ramos de negócio. Acompanhando a história de Jonas, seus colegas, familiares e colaboradores poderão entender mais sobre como funciona o processo de decisão de compra e melhorar seus negócios.

Aproveite para compartilhar esse artigo com seus contatos nas redes sociais e trocar informações que vão ajudar a alavancar suas vendas!

Gestão de contratos imobiliários: saiba como otimizar esse processo

gestao de contratos imobiliarios saiba como otimizar esse processo

Um contrato bem gerido é garantia de transparência, satisfação para o cliente e ausência de erros. Seja qual for o ramo de negócio da sua empresa, otimização e automação são palavras bastante ligadas. No ramo imobiliário, não é diferente.

Utilizar um software integrado que gerencie todos os processos é uma mão na roda no dia a dia da sua empresa: gera melhores resultados, isentos de erros, de maneira rápida e eficiente. Com isso, seus colaboradores terão tempo de focar no que realmente importa: seus clientes!

Uma gestão de contratos otimizada e automatizada, feita por um bom software de gestão, é capaz de melhorar muito a imagem do seu negócio  no mercado. Um cliente satisfeito sempre falará bem da empresa para amigos e nas redes sociais.

O resultado disso é um só: mais clientes, mais receita e alavancagem do negócio. Continue a leitura para entender a fundo a importância de otimizar a gestão de contratos imobiliários!

Por que é importante otimizar a gestão de contratos imobiliários?

Em um cenário competitivo, é essencial ter um alto nível de profissionalismo e agilidade de processos. Gerenciar os contratos de maneira manual é arriscado e trabalhoso.

Perder prazos e deixar os contratos vencerem é um caminho certo para a informalidade: clientes morando no imóvel sem a renovação do seu contrato. Sua empresa também pode ser surpreendida por um cliente saindo de um imóvel no vencimento do contrato, sem você saber que iria vencer nesse mês.

No caso especial dos contratos de aluguel, é necessário saber mensalmente se o aluguel foi pago, processar os reajustes anuais e enviar os boletos de pagamento para os inquilinos. Também é importante gerar notas fiscais e estar em dia com a Receita Federal.

Em caso de inadimplência, é importante saber o quanto antes para cobrar o inquilino e acionar os órgãos de proteção ao crédito. Tudo isso de forma automatizada, sem interferência de colaboradores humanos.

Por que a automação desse processo é fundamental para a administradora de imóveis?

Com muitos contratos ativos, o seu controle e monitoramento se tornam caros. É um trabalho repetitivo, que consome muito tempo e com alto índice de erros quando feito manualmente. Os cálculos, por exemplo, são uma das etapas mais propensas a equívocos.

Ao automatizar a gestão de contratos, sua empresa deixará de precisar fazer todo esse processo manualmente! Imagine ter todos os meses seu faturamento calculado de maneira automática, sem erros e sem esquecer nenhum detalhe?

Isso é possível com a gestão de contratos automatizada.

Quais as vantagens que a automação de contratos traz para a empresa?

Um sistema automatizado cuidará das tarefas mais pesadas e repetitivas, como geração de boletos, emissão de notas fiscais e cálculos de reajuste. No caso dos contratos de locação, existe a obrigação de fazer seu reajuste anual, entre outras especifidades.

Com essa redução de custos trazida pelo aumento da produtividade de seus processos internos e a consequente maior dedicação de sua equipe a tarefas como captação de novos clientes, a automação aumentará a lucratividade da imobiliária.

Por não precisar que funcionários façam o processo, há uma redução de custos com horas trabalhadas. Essas horas economizadas poderão ser utilizadas pelos colaboradores para tarefas mais lucrativas para a empresa.

A automação pode ajudar no planejamento do meu negócio?

Um sistema automatizado também é capaz de gerar ótimos relatórios gerenciais. Com eles, você poderá saber, por exemplo, qual tipo de imóvel é mais buscado pelos clientes em potencial. Também poderá saber qual a faixa de renda de seus clientes mais satisfeitos.

Ter informações desse tipo é essencial para a tomada de decisões que visem o crescimento futuro da empresa no mercado. Você também poderá fazer promoções e ações mais focadas em seu público-alvo para elevar ainda mais seu nome no mercado.

Um sistema bem programado e alimentado é capaz de informar estatísticas de atraso, calcular impostos e margem de lucro média nos contratos. Também permite medir o desempenho de seus corretores, servindo de guia para treinamentos de aperfeiçoamento de suas habilidades.

Como funciona a automação?

A automação consiste em pegar processos já amadurecidos e colocar um programa de computador para executar essas tarefas de forma automatizada. Ou seja, é uma forma de robotizar o trabalho repetitivo que antes era feito manualmente.

Esse programa executará sozinho todos os passos necessários para completar a tarefa. Assim, seus clientes receberão lembretes no dia de efetuar pagamentos. As transações bancárias também serão feitas automaticamente.

Tudo isso sem o risco de erros e esquecimentos envolvidos no trabalho manual realizado por funcionários. Além disso, a automação segue passos já utilizados com sucesso por outras empresas do ramo. Com isso você terá um processo já amadurecido à sua disposição!

Como implementá-la na minha empresa?

Essencialmente, existem dois caminhos. O primeiro, mais caro, é contratar uma solução de software sob medida para automatizar os processos existentes exatamente da maneira como são efetuados na empresa.

Esse caminho não é o mais recomendado, já que muitas vezes os processos da empresa não estão otimizados. Automatizar uma tarefa que não é executada da melhor maneira possível traz resultados aquém do que poderia ser conseguido automatizando um processo maduro.

Outro caminho, mais recomendado, é adotar uma solução pronta já amadurecida, ou seja, softwares que já são utilizados por muitos clientes e que portanto já tiveram seus processos otimizados. A partir daí a empresa deve adequar os processos existentes aos automatizados.

Como escolher a ferramenta adequada?

Primeiramente, é necessário conhecer seu negócio a fundo. Saber o quanto se planeja investir, qual o tipo de imóvel administrado, se o foco é mais em venda ou em aluguel.

Na hora de escolher seu sistema de gestão de contratos é importante conhecer suas características e a opinião de outros clientes da empresa. É desejável ter um sistema bastante robusto, com as últimas tecnologias como realidade virtual e aumentada.

Depois disso, o ideal é pesquisar bem as opções disponíveis no mercado. A SnapSystems conta com o SnapProperty, plataforma digital para automação imobiliária. É uma opção que merece atenção por ser de um grande player do mercado. Entre em contato conosco para conhecer a fundo nossa solução.

Veja como o Snap Property contribui para a qualificação do cliente

veja como o snap property contribui para a qualificacao do cliente

Atualmente, não basta somente divulgar bem sua marca e sua empresa para se manter relevante no mercado. É preciso conseguir pessoas prontas para fazer negócio e seguir até a decisão final.

Por isso, investir na qualificação do cliente é fundamental, pois ajuda a melhorar a experiência do público, bem como auxilia no crescimento dos índices de produtividade da equipe interna.

Quer saber mais sobre como fazer isso em seu negócio? Então, siga com a leitura deste artigo e confira!

O que é qualificação do cliente no mercado imobiliário?

O processo de qualificação consiste na classificação dos leads, termo em inglês para potenciais clientes. Basicamente, é preciso separar os que estão ruins dos que estão bons. Mas vamos começar definindo o que seriam esses adjetivos em nosso contexto.

Um lead bom é aquele que está preparado para o aluguel. Tem intenção e dinheiro para efetuar a decisão e, portanto, maior probabilidade de fechar negócio com sua organização. Já o ruim é o que, por uma série de fatores, ainda não está preparado para ocupar um imóvel.

Muitas administradoras enfrentam o problema de lidar com diversas pessoas interessadas, que são passadas para a equipe comercial nas fases finais de negociação como se estivessem prontas quando, na verdade, ainda não estão. Isso ocorre porque falta um processo eficaz de qualificação.

Para a equipe comercial, é essencial saber qual é o lead que compensará o esforço e qual não. Com isso, fica mais fácil aumentar os índices de produtividade, pois o time interno pode se concentrar somente em quem realmente trará um retorno para a companhia e dispensar gastos com quem apenas fez um contato descompromissado, por exemplo.

Quais critérios são utilizados para qualificar os clientes?

Um dos problemas das estratégias antigas de vendas é que elas são muito focadas no produto, o imóvel, e pouco em quem aluga. As empresas sabem muito sobre as propriedades e seus defeitos, pontos fortes e diferenciais, mas não conhecem bem os clientes e suas necessidades. Ou seja, não sabem o que eles querem e quando querem.

Nesse sentido, para qualificar, o primeiro passo é entender as pessoas que entram em contato e que estão se relacionando com a organização. Assim, você poderá separar quem vai alugar de quem ainda não está no momento. É bom sempre se basear em dados sólidos sobre os contatos para tomar decisões corretas.

A seguir, veremos alguns critérios importantes que devem ser considerados para a qualificação. Acompanhe!

Necessidade

É preciso se perguntar se o potencial locatário realmente precisa daquele imóvel. Ou seja, a necessidade dele é tão grande para motivá-lo a superar as dificuldades? Esse é um dos critérios a se considerar. Quem precisa muito está mais disposto a efetuar transações.

Intenção

Junto com a necessidade, esse é um dos pontos mais importantes. É o que estimula as pessoas a buscar uma companhia para ajudá-los e seguir no processo rumo à decisão final.

Em muitos casos, o consumidor não tem muito dinheiro, mas se deseja alugar, pode fazer ajustes no orçamento para conseguir a quantia necessária. Ou seja, é um dos aspectos mais relevantes para classificar os potenciais clientes.

Orçamento

A capacidade de aquisição é um fator crucial, pois não adianta a pessoa ter intenção, mas ainda não apresentar um orçamento capaz de sustentar essa vontade. Considere que os potenciais locatários com o dinheiro para alugar são os mais dispostos a fechar negócio, mesmo se apresentarem conhecimento reduzido ou tiverem pesquisado pouco sobre as opções.

Afinal, se a capacidade é alta, isso pode compensar a falta de intenção na medida em que a equipe de marketing da administradora for investindo na nutrição do lead, por exemplo.

Adequação

Outro aspecto pertinente é a adequação das ofertas ao perfil do cliente. Ou seja, para que esteja pronto para efetuar a decisão do aluguel, ele precisa encontrar um imóvel que atenda às suas necessidades e esteja alinhado às suas principais expectativas. É importante conhecer a pessoa que entra em contato para saber exatamente o que se encaixa no que ela deseja.

Momento

Dentre os aspectos, existe a questão do momento, também muito significativa. Afinal, o potencial locatário pode ter encontrado uma boa oferta e encaixar-se em outros dos pontos citados, mas simplesmente não optar pela decisão final porque não está no momento do fechamento de negócio. Caso ainda não esteja maduro o suficiente para a escolha, o ideal é esperar, sem pressionar o lead, pois isso poderia gerar insatisfação e afastá-lo.

Como a tecnologia ajuda nesse processo?

As ferramentas tecnológicas auxiliam no levantamento de conhecimento sobre o cliente, o que permite saber onde ele se encontra na jornada e resulta em maior foco para as atividades das equipes internas.

Isso se dá por meio de aplicações focadas no público, como o CRM, que registram dados sobre os clientes sempre que eles entram em contato. A partir daí, torna-se viável utilizar essas informações como insights para a gestão e para o setor comercial.

Elas geralmente se encaixam nos critérios citados e, portanto, auxiliam na classificação dos leads. Com isso, é possível conseguir mais agilidade na gestão do relacionamento com o público, para separar quais deles são os prováveis clientes e quais não são.

Ademais, um sistema CRM ajuda na segmentação dos imóveis, pois cruza informações das pessoas na base de dados com as propriedades. Dessa forma, os consultores conseguem trabalhar melhor e atuar de forma mais convincente com os possíveis consumidores. Em outras palavras: isso ajuda a estimular a decisão final.

A nutrição dos interessados (conjunto de ações que guiam os leads dentro da jornada rumo à decisão) também é potencializada com uma aplicação tecnológica. Isso porque o sistema consegue otimizar o relacionamento da companhia com eles, gerando mais conhecimento para satisfazê-los e para permitir um contato direcionado e ciente de suas necessidades.

Com tudo que foi citado, é possível aproveitar melhor os recursos humanos e o tempo para investir no que realmente é lucrativo para a empresa.

Como o SnapProperty qualifica os clientes?

O SnapProperty é o CRM da SnapSystems, que ajuda na gestão de imóveis, bem como na melhoria da experiência de locadores e locatários.

Como um bom sistema que implementa a cultura CRM, o SnapProperty acumula dados importantes sobre leads e clientes, que ajudarão no relacionamento da companhia com eles.

O sistema auxilia na qualificação de clientes calculando um indicador chamado score imobiliário. O score é o nível de interesse na locação e é definido de acordo com respostas e interações com eventos em cada etapa da jornada do consumidor. Esses eventos estão pré-programados internamente no CRM.

O software envia, por exemplo, um e-mail com um CTA para uma pessoa que entrou em contato. Se ela clicar nesse link, o score dela aumenta. Por sua vez, se uma visita foi marcada e o provável locatário compareceu, o indicador aumenta mais ainda. Ou seja, o sistema é baseado em como o lead reage às tentativas de aproximação da organização imobiliária.

Dessa forma, ele sabe exatamente quem está qualificado para a locação e quem não está. Isso contribui diretamente para otimizar a separação, agilizar os processos do setor comercial e concentrar os esforços dos consultores em atividades mais eficientes.

Então, como você pôde ver ao longo do texto, é fundamental separar os leads bons dos ruins, a fim de que a equipe comercial da empresa esteja mais direcionada e reduza ações improdutivas. Para ajudar nisso, o CRM da SnapSystems funciona como um sistema eficiente que ajuda a companhia com o acompanhamento do consumidor em cada etapa da jornada.

Agora que você já sabe como funciona a qualificação do cliente, que tal entrar em contato com a SnapSystems para conhecer o SnapProperty na prática? Esperamos por você!