Transformação digital: como acelerar esse movimento na sua empresa

Transformação digital: como acelerar esse movimento na sua empresa

Transformação digital

Com o desenvolvimento tecnológico revolucionando a vida das pessoas atualmente, é necessário que as empresas entendam como se adaptar e como utilizar o avanço a seu favor para gerar lucro, reduzir custos e conquistar melhores posições no mercado. É muito importante, então, conhecer o conceito de transformação digital, que enuncia princípios que guiarão as organizações dentro desse contexto.

Se quiser saber tudo sobre transformação digital e sobre como começar a aplicar esse conceito no seu domínio de negócio, continue nesta leitura até o final! Acompanhe e confira!

Por que as empresas precisam ser inovadas?

Inovação, como a própria palavra sugere, é a busca de estratégias diferentes das usadas anteriormente. Ao longo da história da humanidade, o desenvolvimento científico e tecnológico foi marcado por diversas iniciativas que romperam com os antigos paradigmas e deram início às novas eras. Portanto, a necessidade de inovar é — e sempre foi — uma característica tipicamente humana.

Atualmente, o avanço das tecnologias está contribuindo para o aumento da concorrência, pois facilita com que as pessoas iniciem projetos empreendedores e atraiam clientes. Ou seja, em virtude desse aumento, está mais difícil para as empresas iniciantes darem o primeiro passo, da mesma forma que não é fácil para as que já estão no mercado.

Por outro lado, os clientes estão cada vez mais autônomos e exigentes. Se antigamente eles costumavam ser mais passivos, receptores das ações de marketing e divulgação das companhias, na atualidade os consumidores vão em busca de informações, métodos para solucionar seus problemas e escolhem a dedo as marcas em quem confiarão.

A internet permite que, com poucos cliques, as pessoas encontrem várias empresas que oferecem um mesmo serviço, concedendo o poder para a mão dos clientes. Por isso, é necessário que as empresas se esforcem para inovar: criar estratégias diferenciadas e únicas que conquistem o público.

Afinal, ele já tem muitas opções que oferecem os mesmos serviços, então, a forma como esses serviços serão oferecidos deve ser fator decisivo. E uma das saídas para isso é entender e se apropriar do conceito de transformação digital.

O que é transformação digital?

O termo transformação digital refere-se a uma cultura empresarial orientada às tecnologias modernas. No padrão das empresas antes do atual boom tecnológico, toda a computação se restringia ao setor de TI, com atividades estritamente relacionadas com a informática e processamento de dados.

A transformação surge para trazer o setor de TI para a centro das decisões, dessa forma, todos os outros departamentos passam a depender fortemente das ferramentas tecnológicas e das diversas possibilidades que os novos métodos podem oferecer.

As tecnologias devem coordenar os planos e modelos de negócios das empresas, fazendo com que elas planejem a criação de valor, as atividades principais e as formas de relacionamento pensando — e priorizando — a evolução digital. Esse fenômeno altera todas as esferas da empresa, afetando diretamente a forma como negociam e como se vendem.

Como bem colocado por Henderson e Venkatraman em um artigo publicado no IBM Journal, “o setor de TI está transcendendo seu papel tradicional de ‘back office’ e evoluindo para um papel estratégico com o potencial não apenas de apoiar estratégias de negócios existentes, mas também de moldar novas estratégias de negócios”.

Para uma melhor compreensão, é preciso trazer luz aos conceitos “digitização” e “digitalização”. O primeiro termo refere-se ao processo de conversão do analógico para o digital, que era comum nos primórdios dos equipamentos eletrônicos. Uma informação em sinal analógico é representada em forma de ondas curvas, e, depois de passar por etapas, como amostragem e quantização, o sinal é convertido para representações binárias, em formas de 0 ou 1, as ondas quadradas.

Já o segundo termo, digitalização, consiste no uso ativo das tecnologias para gerar mudanças reais. Envolve conceitos modernos que estão em voga, como Ciência de Dados, Internet das Coisas e Analytics.

E, por fim, chegamos à transformação digital. Pode-se compreender esse termo como a principal consequência de um processo generalizado de digitalização em toda a sociedade. Ou seja, é um estado em que os âmbitos sociais, econômicos e culturais são completamente norteados por tecnologias inovadoras.

Plataformas

Segundo a IDC, podemos dividir a tecnologia da informação em três plataformas:

  • 1ª Plataforma: caracterizada pelo uso dos grandes mainframes, computadores enormes que ocupavam andares e precisavam das operações humanas;
  • 2ª Plataforma: surgiu na década de 80, com o desenvolvimento das infraestruturas modernas de redes, como o modelo cliente-servidor e os protocolos TCP/IP. O grande marco foi o surgimento da world wide web, ou seja, a internet propriamente dita. Com sua popularização, milhares de dispositivos estão atualmente conectados;
  • 3ª Plataforma: essa descreve as iniciativas atuais que estão protagonizando a era da transformação digital, como Computação em Nuvem, Big Data, Mobilidade e Tecnologias Sociais. Esses quatro conceitos, também chamados de quatro pilares, formam a base da ideia.

Qual sua importância para as empresas?

A transformação digital possibilita que as empresas se apresentem de uma forma mais atrativa para os clientes. Afinal, ela já tem alterado a dinâmica da sociedade como um todo, fazendo com que as pessoas estejam altamente relacionadas às tecnologias e totalmente imersas nesse mundo. Portanto, esse fenômeno permite que as companhias privadas falem a linguagem das pessoas.

Com os consumidores utilizando cada vez mais a internet e sendo fortemente influenciados por ela, é preciso que as empresas ocupem esses espaços para conquistar um público fiel.

Além do relacionamento com os clientes, a transformação permitirá maior redução de custos, vantagem competitiva e aceleração do crescimento. Com o auxílio desses novos paradigmas, as empresas poderão construir um ambiente mais organizado, eficiente, com tomadas de decisões ainda mais inteligentes e confiáveis.

Quais são os benefícios da transformação digital?

Se você começar a investir na mudança da cultura da empresa visando à transformação digital, será fortemente beneficiado. E as vantagens afetarão, de forma tangível, diversos setores. Veja abaixo os principais benefícios dessa prática!

Novos cargos

Com a incorporação das novas e revolucionárias tecnologias, novos empregos surgirão. Um estudo de 2015 destacou o papel da inovação na geração de empregos em vários lugares do mundo e apresentou a revolução digital como um grande motor de novas oportunidades no futuro. Considerando que, no Brasil atual, o desemprego afeta 13 milhões de pessoas, a transformação será essencial para solucionar esse problema.

E como esse fenômeno trará novos empregos? O surgimento de novas tecnologias, integrando o processo da quarta revolução industrial, criará demandas por profissionais que estejam conectados e habilitados a lidar com as novas ferramentas. E não somente em indústrias, mas em companhias de diversos nichos.

Profissionais capazes de entender a importância da cultura dos dados, por exemplo, que saibam desenvolver soluções para extrair insights importantes de uma grande quantidade de dados brutos; ou que saibam programar computadores para, com o auxílio de ferramentas para desenvolvedores, criar algoritmos inteligentes para os diversos setores da empresa.

A ideia de inovação já enuncia que novas tarefas surgirão, assim como aconteceu em todas as eras da humanidade. Se surge uma nova ferramenta, é necessário que surjam profissionais capazes de manipulá-la e de entendê-la profundamente.

Se começarmos a analisar a quantidade de empregos gerados desde que a computação começou a despontar em meados do século passado — a segunda plataforma do tópico 2 —, percebemos que somente o fato de computadores estarem sendo usados já trouxe uma série de novos cargos: pessoas que precisavam saber se comunicar com eles, programá-los, consertá-los, entre outros.

Como a transformação digital é caracterizada pelo impacto em diversas áreas diferentes, será comum que muitos profissionais de outros ramos se interessem por aprender a lidar com as tecnologias emergentes para inovar no seu ambiente de trabalho.

Assim como as outras revoluções industriais criaram empregos, a nova revolução seguirá o mesmo caminho. É como um mundo novo que necessita de pessoas que conheçam as formas de sobreviver nele.

Vantagem competitiva

Em uma pesquisa de 2017, notou-se que empresas da Europa estão bem distantes da transformação digital, mesmo que essa revolução já esteja acontecendo. Muitas delas reconhecem que precisam ser mais digitais, mas enfrentam desafios que as impedem. No Brasil, as empresas também andam a passos curtos, muito por causa da cultura atrasada delas.

Diante desse cenário, é fácil compreender que investir em uma transformação na sua empresa criará mais vantagem diante dos concorrentes. Assim como já falamos neste post, a concorrência hoje é muito grande, portanto, a necessidade de inovação é ainda maior. Aproveitar as vantagens e efeito da digitalização atualmente é equivalente a dar diversos passos à frente na corrida do mercado.

Experiência do cliente

Personalizar produtos, serviços que considerem as preferências específicas dos usuários, satisfazer as expectativas dos clientes: esses são alguns dos benefícios da transformação digital no relacionamento das empresas com o público. O resultado disso? Consumidores satisfeitos, dispostos a negociar sempre com sua companhia e indicá-la para outras pessoas.

Com o uso de dados, a empresa pode conseguir feedbacks poderosos para melhorar a experiência do cliente. Estudar cada etapa da jornada deles em direção à compra ajuda a entender o que funciona e o que não.

Além disso, é possível conquistar o público com atrações específicas, bonificações, que farão com o que as pessoas compreendam o diferencial dos serviços da sua marca: ir além da simples venda.

Com a transformação da cultura da empresa, tudo isso é possível. Principalmente porque as inovações serão focadas no cliente: em buscar soluções efetivas para servi-los da melhor forma.

Como as empresas podem acelerar essa transformação?

Existem diversas formas de dar os primeiros passos para começar essa transformação em sua empresa. Trabalhar no engajamento de colaboradores, na inserção de metas e estratégias digitais e dar a devida importância aos indicadores de performances ou KPIs são algumas dessas formas.

Engajando colaboradores

Para começar a desenvolver uma cultura orientada às tecnologias, você precisa de um bom time de funcionários que entenda bem a importância disso. Mas antes de explicar a seus funcionários, você precisa garantir que eles estejam plenamente felizes e satisfeitos com o trabalho e dispostos a dar o melhor para o crescimento da companhia.

Invista em treinamentos para que eles entendam o potencial dessa mudança na cultura da empresa; estabeleça metas internas a serem cumpridas; forneça sempre feedbacks precisos e certifique-se de que eles estejam evoluindo em suas atividades e contribuindo para a digitalização dos processos. Ou seja, acompanhe tudo de perto.

Uma boa estratégia para engajar colaboradores enquanto você os prepara para essa mudança de paradigma é a gamificação. Com o uso da mecânica de jogos para estimular os empregados a se esforçarem, você conseguirá resultados concretos.

A gamificação consiste em priorizar feedbacks, recompensas, estimular a competitividade sadia entre os funcionários e criar a necessidade de superar problemas com metas, como em um jogo.

Criando metas e estratégias digitais

A transformação está estritamente relacionada com o aumento da importância das ferramentas digitais. Portanto, é importante compreender que as estratégias de negócio da empresa deverão envolver novas tecnologias.

Investir em redes sociais, por exemplo, é fundamental. Como vimos no segundo tópico, um dos pilares da transformação digital são as tecnologias sociais. Esse termo vai além da ideia de mídias sociais como conhecemos hoje e abarca os princípios gerais de interação entre pessoas no ambiente virtual.

Priorize isso. Entenda que a participação da sua empresa nesse mundo é fundamental para engajar os clientes e conquistá-los. Pense em mobilidade também. As pessoas hoje em dia acessam a internet majoritariamente em seus celulares, e o Brasil é o terceiro país do mundo que fica mais tempo online nos smartphones.

Ou seja, sua empresa precisa criar soluções móveis, bem adaptadas para os diversos modelos de dispositivos utilizados atualmente. Aplicativos para smartphones são uma solução muito comum. Agilize os processos considerando que seu cliente deseja realizá-los onde estiver.

A cultura de dados deve ser prioridade. Não tome decisões por intuição. Invista em tratamento e extração de informações das grandes bases de dados disponíveis na internet. Seja no setor de marketing ou no financeiro, utilize os insights dos dados para, então, dar um passo à frente.

Definindo KPIs

Os KPIs ou indicadores de performances são formas de medir se as ações da empresa estão de acordo com o que foi traçado como objetivo. Podem ser representados como números discretos ou percentuais e são importantes para que os empresários acompanhem seus resultados e possam planejar novas ações.

Selecione os que forem relevantes para o serviço/produto que você oferece, ou seja, os que podem ajudar a tomar decisões estratégicas. Alguns exemplos: indicador de eficiência, a relação entre os resultados obtidos e os planejados; e indicador de produtividade, a relação entre as saídas de um certo processo de trabalho e os recursos utilizados como entrada.

Além desses mais gerais, você pode escolher KPIs mais específicos também, como, dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo, número de visitantes do seu blog, número de assinantes da newsletter e número que representa o tráfego.

É fundamental que os indicadores sejam importantes e denunciem deficiências a serem melhoradas. Afinal, o objetivo é o crescimento e o desenvolvimento da sua empresa. Com os diversos KPIs disponíveis atualmente, é possível acompanhar a digitalização dos processos e os efeitos, buscando sempre otimizar os resultados.

Quais as principais soluções digitais para as empresas?

Diversas empresas ao redor do mundo já estão trabalhando para inserir soluções digitais em seus domínios. Algumas estão investindo na transição dos produtos físicos para os digitais, como, por exemplo, as gravadoras e companhias do mercado fonográfico.

No paradigma anterior, elas vendiam seus produtos, os CDs, em lojas específicas e recebiam um bom retorno. Atualmente, porém, a compra de CDs diminuiu consideravelmente, e a maioria dos ouvintes migrou para o ambiente digital, com o advento de plataformas de streaming, como Spotify e Deezer.

Essas empresas supracitadas, aliás, já nasceram digitais, e esse é outro dos padrões mais utilizados hoje: companhias que oferecem aplicações de software como seu grande serviço, permitindo que o usuário possa ser beneficiado com a capacidade de mobilidade.

Em alguns casos, mudanças profundas no modelo de negócios estão sendo feitas. Como as empresas de jornalismo, que estão começando a desbravar o ambiente online, digitalizando suas revistas e criando espaços na web para publicação de artigos, notícias e colunas.

Além disso, os empresários têm investido em soluções de Big Data, Internet das Coisas e na mobilidade, focando na experiência do cliente e em maneiras de agilizar os processos internos.

Como fazer a transformação digital no ramo imobiliário?

No ramo imobiliário, a grande demanda é por boas localizações. Afinal, todos que contratam serviços do ramo querem um bom lugar, perto de hospitais, escolas e shoppings. Por isso, algumas soluções com Analytics já estão sendo propostas para otimizar essa questão.

É possível também trabalhar com estratégias de marketing digital para conquistar e encantar mais clientes, bem como gerar valor único para vender. E-mail marketing e marketing de conteúdo são algumas das modalidades utilizadas que visam ao aumento da presença das marcas no ambiente virtual.

Soluções para melhorar a experiência também são importantes, considerando que o nível de satisfação dos mesmos com as empresas imobiliárias está baixíssimo atualmente. Para muitos especialistas, a solução é aplicar as ideias que estão sendo utilizadas, o que tem dado certo no mercado dos Estados Unidos.

É também comum o uso de softwares de ERP, que centralizam a gestão dos processos da empresa e facilitam o trabalho dos empresários e dos clientes ao mesmo tempo. Afinal, as operações se tornam mais fáceis de serem gerenciadas, com um suporte inteligente à tomada de decisões; já para o cliente, um software que facilite o processo de locação e escolha de locais é sempre muito importante, pois economiza tempo.

Quais são os principais exemplos de transformação digital no Brasil?

Magazine Luiza

A Magazine Luiza começou o processo de transformação digital quando decidiu inverter a lógica do seu modelo de negócio: em vez de ser uma empresa física com loja virtual, decidiram se tornar uma empresa virtual com lojas físicas.

Essa escolha foi traduzida em melhorias na infraestrutura virtual. Investindo em uma cultura tecnológica, digitalizando os produtos vendidos nas lojas físicas e criando um marketplace, um tipo de shopping virtual que conecta diversos anunciantes e clientes.

O resultado? O maior lucro líquido da história alcançado no ano de 2017.

Porto Seguro

A Porto Seguro começou a mesclar estratégias tradicionais e digitais, unindo o poder dos dois tipos com investimento em atendimento pessoal e atendimento online.

Desenvolveram também uma plataforma de marketplace que conecta consultores e clientes e começaram a utilizar aprendizado de máquina e chatbots para melhorar ainda mais a interação com o público.

Quinto Andar

A Quinto Andar também entendeu a importância de digitalizar os processos da empresa. Eles focam em comodidade e mobilidade com a centralização das operações em um aplicativo, sendo que até mesmo processos mais demorados, como os que envolvem contratos, podem ser resolvidos diretamente do celular. Assim, eles conseguem fazer com que os proprietários e inquilinos sejam conectados da melhor forma possível.

Além disso, a empresa, priorizando a agilidade e usufruindo das vantagens do gerenciamento feito com o software, mantém um rigoroso controle que impede que os proprietários não recebam no dia definido e também conseguem fazer com que todo o processo ocorra sem a necessidade de um fiador.

Como é a inovação nas empresas?

A inovação é um passo que beneficiará o seu negócio a longo prazo. É preciso entender que inovar não é simplesmente criar uma página no Facebook ou um blog, uma mudança profunda nos valores e na visão da sua empresa é necessária, como já foi falado nesse post. E não é só uma responsabilidade do setor de TI, mas deve ser, principalmente, uma escolha dos gestores.

Vale ressaltar, também, que não deve ser exclusividade de empresas de tecnologia. Como vimos nos exemplos citados, diversos ramos estão beneficiados pela inovação e pelos frutos da transformação digital. Inclusive, o setor imobiliário.

A inovação deve ser traduzida em alterações significativas nos processos da empresa, no relacionamento com o cliente e no modelo de negócios.

Quais os benefícios que agregam no dia a dia?

Com o desenvolvimento tecnológico, diversas ferramentas surgiram para impulsionar os resultados de eficiência e eficácia dos processos das empresas. É comum a utilização de sistemas inteligentes de gestão para controlar os processos e centralizar as informações relevantes, por exemplo.

Sem contar as ferramentas para aumento de produtividade que permitem que o time de funcionários possa se comunicar e se organizar melhor no desenvolvimento das atividades operacionais, como o Trello.

Outra aplicação frequente é a implantação de métodos de criação, como a metodologia ágil, que reduz a perda de tempo com fatores irrelevantes, focando o processo nas pessoas e nas interações entre elas. A metodologia ágil está plenamente associada à evolução tecnológica, pois surgiu nas empresas de desenvolvimento de software.

Também vale ressaltar o uso de analytics, que possibilita uma tomada de decisão mais rápida e mais segura. Os índices de eficiência e eficácia no dia a dia só tendem a crescer quando uma empresa entende a importância da transformação pelo uso da tecnologia.

Como posso realizar a transformação digital no meu negócio imobiliário?

Aproveite as dicas que foram citadas e dê já um passo rumo à transformação digital. Você pode começar buscando engajar seu time de funcionários e procurando por bons softwares de gestão, por exemplo, sempre focando nos benefícios que a tecnologia proporciona e na experiência do seu cliente.

É importante lembrar também da mobilidade e da necessidade de desburocratizar os processos para o consumidor. A transformação digital da sua empresa é uma necessidade, principalmente se você quiser reduzir custos, otimizar os processos e melhorar a vida dos seus consumidores.

Viu como é importante ler sobre a transformação digital? Se você achou este post relevante, compartilhe com seus amigos nas redes sociais e ajude-os também a compreender esse conceito e suas implicações!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.